25 de May de 2015 |
Por

DESCOMPLICANDO| NO-POO E LOW-POO

no-low-poo3

Para muitos de nós espuma é sinônimo de limpeza. Não fez espuma, não lavou direito! Errado! A espuma que tanto gostamos tira do nosso cabelo muito mais que a sujeira do dia-a-dia, faz escorrer pelo ralo os óleos naturais e os lipídios que mantém os fios e couro cabeludo saudáveis. Mas e aí não é só passar o condicionador e fica tudo equilibrado novamente? Errado de novo! A maioria dos cremes possuem derivados de petróleo como emolientes, os petrolatos. Essas substâncias são matérias-prima baratas que conferem brilho e sedosidade aos cabelos, mas, na realidade eles encapam o fio com uma película impermeável, impedindo que o fio absorva nutrientes nas camadas internas.

O Sulfato é uma substancia com função desengordurante. Dependendo da concentração ou da associação com outros ativos, pode deixar o cabelo ressecado. O Sudium Laureth Sulfate é a forma de sulfato mais encontrada nos shampoos, e essa mesma substancia é usado também no detergente de louça, por exemplo. 

E assim começa o ciclo vicioso, fazemos aquela lavagem gostosa com bastante espuma (e sulfatos), o cabelo fica limpo, mas seco e esturricado! Então colocamos aquele cremezinho potente, que deixa os fios derretidos e sedosos de novo! O problema é que esse creme é tão pesado, que gruda nos fios e só sai com que? Aquele agente limpador poderoso, o sulfato… Assim vamos mascarando a saúde dos fios, ele tem brilho e parece saudável, mas por dentro, tá “oco”, faltando as substâncias essenciais. É como passar uma base de super cobertura em uma pele cheia de acne e achar que está fazendo um tratamento incrível. Chato, né? 

Por isso as técnicas No-Poo e Low-Poo estão ganhando cada vez mais adeptas. Elas priorizam a não utilização de sulfatos nos shampoos ou a substituição por outros agentes limpantes mais leves, que não afetam a nossa “boa oleosidade natural” que é cheia de nutrientes.  Outra premissa básica é que ela evita o uso de petrolatos presentes nos cremes e condicionadores, deixando os fios livres para que agentes vitais como ceramidas e queratina possam penetrar livremente nos fios, deixando-os saudáveis de verdade!

Todos os tipos de cabelo são beneficiados pelas técnicas de no e low poo, mas elas são especialmente indicadas para cabelos cacheados, que de forma geral, são mais frágeis e ressecados, pois a “oleosidade boa” produzida na raiz tem dificuldade de chegar até as pontas em função das curvas dos fios, diferente de cabelos lisos.

diferenças no e low-poo

A nomenclatura “poo” deriva de “shampoo”, “no” quer dizer “não” e “low” quer dizer “pouco”. Traduzindo o nome das técnicas seria “sem xampu” e “pouco xampu”. O No-Poo é uma técnica é mais radical, aqui é abolido o uso de shampoos mesmo sem sulfatos, além disso, não se deve utilizar quaisquer outros produtos com petrolatos e silicones insolúveis em água como condicionadores, máscaras e  leave-in, isso porque essas substâncias insolúveis grudam nos fios e só saem com os shampoos. Nessa técnica a lavagem é feita com condicionares livres de silicone, a chamada co-wash (condicioner wash) que limpa e hidrata ao mesmo tempo.

Já o Low-Poo, são permitidos shampoos com substâncias de limpeza leves, que fazem menos espuma mas proporcionam limpeza aos fios sem retirar a proteção natural do couro cabeludo, ou seja, fazem o serviço dos sulfatos sem tanta agressão aos fios. Os demais produtos podem conter os tais silicones, tanto solúveis como insolúveis. Sendo que o segundo tipo é melhor evitar, já que impregnam mais nos fios. Os petrolatos também são proibidos. 

low poo tabela

Resumindo, O no-poo trata-se de uma técnica de lavagem dos cabelos que não utiliza shampoo, a lavagem é feita com condicionadores livres de silicones insolúveis em água. Já o low-poo,  libera o uso de shampoo, desde que possua com agentes limpadores moderados e permite o uso condicionadores e cremes desde que não tenham petrolatos. Todos os produtos para no-poo podem ser utilizados no low-poo, mas o contrário não é verdadeiro.

quero fazer! por onde começo?

A primeira coisa é fazer uma última lavagem com o shampoo tradicional, aproveita para dar tchau porque depois que você experimentar o low poo não vai querer voltar nunca mais. Em seguida, você precisa abastecer seu box com os produtos certos, é preciso ler os rótulos e conhecer o que você está passando no cabelo. Vai até dar saudade do professor de química da escola! Na tabela abaixo resumi as principais substâncias que você tem que fugir e as que pode abusar!

Sobre Low Poo No Poo

[clica aqui para ver a lista completa de substâncias permitidas e proibidas pelo no-poo e low-poo]

Andei fazendo uns testes, fui na farmácia com uma colinha dessa tabela e fui analisando vários produtos. O atendente me ofereceu ajuda umas mil vezes porque fiquei uma meia hora lá olhando rótulos. É uma questão de costume fazer essa análise antes de comprar, confesso que não é fácil, a maioria dos produtos tem as “substâncias ruins” principalmente os shampoos. 

E lembre-se provavelmente seu cabelo tem petrolatos nos fios, então a transição tem que ser gradual, é necessário lavar mais algumas vezes com shampoo sulfatato, por ser o único capaz de remover a nhaca do cabelo, para então eliminar de vez o sulfato. Ah, não se assuste, a maioria dos conhecedores da técnica, explicam que no começo o pode parecer que o cabelo está pior que antes, mas na verdade essa é a real condição em que ele estava e os petrolatos e silicones estavam disfarçando com aquele brilho impermeável, mas com calma ele sai da UTI e se renova!

Estou bem empolgada para testar, vou começar e logo mais conto para vocês. Até hoje, a experiência mais próxima que tive do low-poo foi com esse shampooo in-crí-vel da Macadamia Oil, ele é um produto típico para co-wash. Apesar de ser apenas um item dos vários que passo no cabelo, já deu resultados muito bons.

quais produtos posso usar?

Aqui tem uma lista enorme de produtos (shampoos, condicionadores, máscaras de tratamento e leave in, ampolas…) pré aprovados para usar no low/no poo), mas separei alguns que são conhecidos e fáceis de achar:

produtos-low-poo

[1] Shampoo e Condicionador Bossa Nova | Cadiveu (R$34,90 e R$35,90); [2] Shampoo Low-Poo | DevaCurl (R$26) e Condicionador No-Poo | DevaCurl (R$26); [3] Macadamia Oil Premium | Inoar (R$23,90); [4] Shampoo Healing Moisture Tamanu Cream | Lanza (R$82,90); [5] Shampoo Coco e algodão | Phytoervas (R$15)[6]  Shampoo Baby | Johnson; [7] Shampoo Uniq One Conditionig | Revlon Professional (R$144).

Tem alguém aí adepto das técnicas? Vale o esforço? Conta para gente!

5 Comentários
Categorias: CABELOS, DICAS, LOW POO

Comments

  1. Obrigado pelas informações, descomplicou bastante! Ganhou uma nova leitora!

Trackbacks

  1. […] Imagem: Minha Querida Necessaire […]

  2. […] ele limpa super profundamente, e por isso acho tão bom para usar entre algumas lavagens. Nós do no e low poo estamos sempre usando shampoos mais suaves, por isso um shampoo sem os químicos pesados, mas que […]

  3. […] Não sabe o que é low poo e no poo? Falamos tudo sobre essas técnicas nesse post. […]

Speak Your Mind

*